Vista diferente: conheça a Enkele

Por 28 de outubro de 2016Moda, Sustentabilidade

Tudo começou dentro de uma aula de empreendedorismo no Centro Universitário de União da Vitória. Foi durante o o curso de Publicidade e Propaganda que Gabriela Souza criou a Enkele – projeto que customiza roupas usadas, inspirado no conceito upcycling. A ideia começou tímida, mas hoje se prepara pra voar. Além da busca por peças lindas e atemporais em brechós, Gabi deixa em cada uma seu toque especial, agregando ainda mais história e valor.

Em nossa conversa, ela conta como funciona seu processo criativo e o que a inspira a continuar.Upcycling: projeto EnkeleGabi quando foi seu primeiro contato com o upcycling e quando deu o clique de que aquilo era algo que você queria experimentar?
O meu primeiro contato acredito que tenha sido há uns quatro anos atrás, quando eu comecei a frequentar brechós e enxergar a possibilidade de reusar roupas de um jeito moderno, e adequando às tendências atuais. Comecei a frequentar brechós por curiosidade, mas me encantei e peguei gosto pelo garimpo, por peças antigas. Como algumas delas às vezes não eram exatamente como eu queria, eu customizava, a fim de deixar com o meu jeito, tornando a peça exclusiva, e claro, gastando pouco. E por que não fazer isso para as pessoas? Ali, era o início da Enkele.

Conta pra gente um pouco da história do projeto!
A Enkele já era um projeto que permeava os meus pensamentos há algum tempo, mas aí, surgia aquela pergunta: “Por onde eu começo?”.  Eu pensava em como poderia unir o meu amor pela moda, criando peças únicas e por um preço baixo. Foi então que pensei na customização, que era um modo de agrupar tudo isso, e ajudar as pessoas a se vestirem de uma maneira legal, gastando pouco, e reutilizando as peças que já tinham no guarda-roupa.

Eu estou cursando o último semestre de Publicidade e Propaganda, e no início do ano passado em uma aula de Empreendedorismo, ministrada pelo professor Tiago Kohut, que criou a Mostra de Criatividade Empresarial, nós, acadêmicos, deveríamos criar empresas experimentais, aplicando o conteúdo desenvolvido durante as aulas.  Foi então que eu coloquei a Enkele no papel e apresentei ao meu grupo, que aceitou a ideia.  Contei com ajuda deles para a criação de materiais para a divulgação da empresa. Após passar a apresentação deste projeto, eu fiquei um tempo pensando e decidi que deveria continuar. Mas como eu  trabalhava fora, a Enkele acabou ficando em segundo plano.  Mas há uns três meses atrás, escolhi colocar a Enkele à frente de tudo, e posso dizer que tornei um sonho real. E tenho contado com a ajuda de algumas pessoas importantes para criar coisas legais, como o editorial que foi produzido recentemente, que ilustra esse post.
EnkeleE sobre o processo criativo de customização de uma peça, como ele funciona pra você? Qual a sua parte favorita do trabalho e quando você sente que uma peça está pronta?
O processo criativo geralmente começa a partir da pesquisa, de referências – as quais eu busco adequar ao estilo da pessoa, com o que ela gosta e também quanto está disposta a desembolsar por isso. Tem clientes que já têm uma ideia, e aí a gente trabalha em cima disso, adequando ao que é cabível. Às vezes, elas deixam em minhas mãos para eu decidir o que fazer, e então entra todo o processo da pesquisa que citei.

Minha parte favorita é criar, é mudar totalmente a peça e os desafios de cada produção. Cada processo é muito importante. Eu sinto que uma peça está pronta quando, ao finalizar, eu vejo que a pessoa que for usar conseguirá passar aquilo que ela é, e que ela estará se sentindo bem ao usar aquela peça.

Acredito que a roupa não é só vestir, é uma maneira de mostrar quem a gente é.

Quais são os seus brechós favoritos?
Aqui na minha cidade (Porto União – SC) eu frequento três, que são beneficentes e atuam na prestação de serviços assistenciais para pessoas que fazem tratamento de saúde.  O que torna tudo ainda mais incrível, a possibilidade de reutilizar peças, contribuindo para uma moda consciente, um consumo sustentável, e também ajudando essas instituições. São eles: Bazar Casa de Apoio Amor Fraterno, Brechó da Bebel, Bazar da Arlep.
Upcycling: projeto EnkeleComo foi o processo de conceituação das imagens, o que vocês queriam passar nesse editorial?
O processo foi baseado no conceito da marca, e na ideia de trazer um novo olhar para as peças customizadas, mostrando o quanto elas podem ser incríveis e únicas. O resultado deste trabalho foi maravilhoso, fiquei muito satisfeita e acredito que o que contribuiu para isso foi a sintonia que a gente teve: a minha amiga e fotografa Thaina, e a amiga e modelo Marília, estão comigo desde o início e acompanharam essa nova fase da Enkele. Então, foi natural conseguir passar o que a gente queria. Eu consigo ver o que é a Enkele quando olho para as fotos, e isso me deixa realizada! Por isso, deixo aqui meu agradecimento especial a essas meninas incríveis!

Quais os planos futuros para a Enkele?
É um pouco difícil falar do futuro, nesse recomeço da Enkele. Mas pretendo torná-la cada vez mais conhecida, para disseminar a moda sustentável e o consumo consciente.

Penso que esse é o foco principal de tudo: trazer algo que acrescente na vida das pessoas, e que minhas peças não sejam apenas um pedaço de tecido, mas que elas tenham uma significância na vida de alguém, e que possam ser aquilo que eu acredito.

Como diz Ronaldo Fraga: “A moda pode ser muito mais do que a roupa que você veste”.

Pra saber mais, acompanhe as novidades da Enkele no facebook ou no Instagram. 😉

_

Fotos de Thaina da Cruz

Endereços dos Brechós:
Casa de Apoio Amor Fraterno: Rua Frei Rogério, nº 142 – Porto União, Santa Catarina
Brechó Bebel: Rua Coronel João Gualberto – 300 – Centro União da Vitória – PR
Arlep: Rua Coronel João Gualberto, 766 – União da Vitória – PR

Carol Lancelloti

Fundadora e diretora criativa da revista aLagarta e do coletivo absolem. Fotógrafa apaixonada, bailarina dedicada, capricorniana e cat lover.


Carol Lancelloti on FlickrCarol Lancelloti on InstagramCarol Lancelloti on LinkedinCarol Lancelloti on PinterestCarol Lancelloti on TwitterCarol Lancelloti on Youtube