Bordar é amar

Por 3 de novembro de 2016Arte

Pra gente, já se foi o tempo em que a chamada “arte aplicada” era considerada inferior. A internet ajudou a dar força pra a valorização dos trabalhos manuais como o bordado, e proporcionou uma explosão de beleza, técnica e cor, impossível de se ignorar!

Pra quem não sabe, há muito tempo atrás, o conceito de Belas Artes tinha como um de seus principais objetivos segregar o artista do artesão, elevando o status do primeiro. Hoje, o que já foi chamado de “arte de mulheres” encontra, cada vez mais, um lugar especial em timelines, galerias e também nas mãos de criadores homens. Afinal, muito além de objetos pra serem usados apenas na vida cotidiana, essas obras querem nos inspirar, deixar a vida mais bonita – além de expressar o que está dentro do coração e da mente de cada criadora e criador.

Como uma fuga do mundo caótico, ou uma meditação, o ato de bordar (dizem) te desconecta das obrigações da rotina, dos emails chegando, do excesso de informação. É preciso foco, às vezes, solitude e, claro, muito amor pelo ofício. Então, se você é fã de bordado, confira abaixo 6 dicas bacanas de criadores incríveis e vem se inspirar!

Giselle Quinto
A Giselle vive em Amsterdam, mas carregou consigo sua brasilidade, que aparece com frequência na hora de colorir suas linhas. Em seu Insta, ela posta não só o resultado final de seus bordados mas também um gostinho de seu processo de criação enquanto borda. Confira também seu site aqui.Bordado de Giselle Quinto

alinet
alinet nasceu em Florianópolis, mora em Buenos Aires e viaja o mundo, mas se considera carioquíssima. Toda essa mistura reflete em seu trabalho, caracterizado por um grande encontro de  técnicas e texturas. O mais legal é que a artista prioriza materiais reaproveitados e de produção local, buscando se encaixar nos conceitos de arte upcycled e fairtrade. Quem acompanha aLagarta já viu bastante coisa linda criada por ela, afinal, alinet faz parte da nossa equipe! Em tempo: a artista vai inaugurar seu Popup Container na MALHA esse mês, com a exposição Utopia Interétnica, e todo mundo vai poder conferir de pertinho os detalhes lindos de suas obras multicoloridas! Confira o evento aqui!Bordado de alinet sobre foto de Géssica HageClube do bordado
Criado em 2013, o Clube do Bordado começou tímido, como um encontro entre 6 amigas, interessadas em aprender a técnica. Mas a ideia fez tanto sucesso que acabou agregando mais e mais gente! Enfim, tornou-se um empreedimento e ganhou um canal no YouTube pra promover os encontros e valorizar o feito à mão e o “bordado livre”.

Humayrah Poppins
Humayrah estudou moda, mas logo percebeu que não era o que realmente queria fazer. Então, resolveu estudar bordado na Royal School of Needlework, na Inglaterra e aí, sim, se apaixonou. Hoje, além de mostrar seu lindo trabalho no Instagram, a artista mantém sua loja no Etsy, a The Old Sewing Room.Bordado de HumayrahPoppinsIrem Yazici
Ao contrário de seus bordados encantados, é Irem misteriosa e discreta. Não há muitas informações sobre ela em seu perfil no Instagram, mas é possível encontrar alguns de seus produtos aqui. A artista borda de forma minuciosa pequenos broches e brincos. Lindo, lindo!Bordado de Irem YaziciAdipocere
Outro perfil misterioso é o do artista australiano Adipocere. Seus bordados místicos com certeza vão agradar as bruxinhas por aí… De acordo com a descrição no site oficial, o bordado é sempre feito em linho natural, “ou eventualmente em pele humana”. Sim! Em seu perfil no Instagram, é possível ver alguns exemplos.Bordado de AdipocereConhece mais algum perfil lindo? Conta pra gente!

Imagem de abertura: alinet.

aLagarta
Primeira emag feminina independente e colaborativa do Brasil. Uma eterna mutante, tem vida própria e vira borboleta toda vez que lança uma nova edição.
aLagarta on FacebookaLagarta on InstagramaLagarta on PinterestaLagarta on TwitteraLagarta on Vimeo